Como Tratar Fungos Nas Unhas

Quem já teve fungos nas unhas sabe que esse é um problema que além de deixar as unhas com aparência e textura desagradável, pode também causar maiores problemas como desconforto e até dores maiores. Descubra agora como tratar fungos nas unhas.

A micose é o problema de unha mais comum entre os brasileiros. Os principais fungos causadores das micoses nas unhas, podem ser dermatófitos ou não dermatófitos. Esses fungos são microorganismos que só podem ser visualizados através do exame de microscópio. Porém, eles podem alterar a aparência das unhas e este é um dos únicos modos de identificarmos sua presença.

A transmissão da micose acontece de forma simples, se você possui algum fungo nas unhas e empresta algum sapato ou algum objeto de unha, como alicate ou esmalte, já pode acontecer à transmissão. Não secar os pés antes de calçar sapatos, principalmente fechados, podem favorecer o desenvolvimento desses fungos. Repetir o mesmo sapato todos os dias também pode ser outro fato para o aparecimento da micose.

A onicomicose é uma infecção nas unhas, causadas por fungos que se alimentam da queratina, proteína que forma a maior parte das unhas. As unhas dos pés são as mais afetadas por enfrentarem ambientes úmidos, escuros e quentes com maior frequência que as mãos. Este é o ambiente ideal para o crescimento dos fungos.

Embora nem tem todo mundo saiba, existem diversos tipos de micose, saiba mais sobre alguns tipos de micoses de unhas:

Descolamento Da Borda Livre

Forma mais frequente em que a unha se desloca geralmente iniciando pelos cantos. O espaço fica oco, podendo acumular restos de queratina e bactérias, além dos fungos. O aspecto fica amarelo ou esbranquiçado.

Espessamento

Ocorre quando as unhas ficam duras e grossas e podem também escurecer e doer. Este aspecto grosso é o que chamamos popularmente de “unha de telha” ou “unha de gavião”.

Leuconíquia

É quando aparecem manchas brancas nas superfície da unha. Isso pode ser o início de uma micose.

Destruição E Deformidades

A unha fica frágil e quebradiça e isso pode levar as mais diversas deformidades.

Paroníquia

Geralmente as unhas são contaminadas por um tipo de fungo chamado Candida. Inicialmente há inflamação, com dor e vermelhidão da pele ao redor da unha. Com o tempo, a inflamação cede e há um aumento da pele dessa região, que se torna espessa e endurecida. Essa inflamação da pele ao redor da unha, é provocada por fungos e bactérias, a principal causa é a umidade constante da mão.

Hoje em dia, existem vários tratamentos para a micose. O principal e mais recomendado é com medicamentos antifúngicos. Em alguns casos, podem haver contraindicações no uso dos remédios orais, sendo indicados somente os remédios locais, como o esmalte antifúngicos.

O esmalte antifúngico contra micose nas unhas é um medicamento de uso tópico que tem como princípio ativo o Ciclopirox olamina. É um antifúngico de amplo espectro recomendado para o tratamento de micoses na unhas. Este medicamento age impedindo o mecanismo de ação dos fungos e alterando a sua estrutura, enfraquecendo-os e eliminando-os do organismo.

O esmalte antifúngico deve ser usado da seguinte forma: lixe as unhas e aplique uma leve camada do esmalte na unha afetada uma vez ao dia e preferência antes de dormir. Espero o esmalte secar antes de vestir meias ou luvas. Após a aplicação, o pincel deve ser limpo com um removedor de esmaltes.

No primeiro mês de uso, é indicado aplicar uma vez ao dia, no segundo mês duas vezes por semana e após o segundo mês, apenas uma vez por semana. Saiba aqui onde encontrar o Esmalte Antifúngico.