Ombros – Cuide com carinho!

A articulação do ombro é a articulação mais instável do corpo humano. O que isso quer dizer? Quer dizer que é uma área vulnerável a lesões, desgastes e luxações.

A articulação do ombro é sustentada basicamente por músculos, então é preciso que eles estejam ativos, fortes e funcionando corretamente, caso contrário, lesões podem aparecer, tais como: Tendinites, Bursites, Artrose, Síndrome do Impacto, Capsulite Adesiva e Lesão do Manguito Rotador (conjunto de músculos que respondem pela movimentação e estabilização do ombro), entre outras.

Essas lesões, além de trazerem prejuízos funcionais, trazem também dor e redução da qualidade de vida, além de dificultar a realização de tarefas antes muito simples como pentear o cabelo ou se vestir.

Raramente uma dor nos ombros passa com aplicação de gelo, ou, passa a dor mas a lesão permanece. Poucos atletas e desportistas pensam na importância de ter ombros fortes no intuito de precaver futuros problemas, e aí está a grande falha, a prevenção é sempre o melhor remédio principalmente se a atividade desenvolvida, seja ela desportiva ou laboral, exija muito dessa complexa e sensível articulação.

A própria musculação pode ser uma causa importante nos quadros de lesão dos ombros. Provavelmente você já ouviu falar que a lesão mais incidente em quem pratica musculação é justamente nos ombros. Dores para levantar o braço, fazer movimentos acima da linha da cabeça, rotações e até mesmo ao apoiar-se em algum lugar, são mais comuns do que imaginamos.

A estrutura desta articulação é, de certa forma, mais vulnerável a lesões no ambiente da musculação, isso pela sobrecarga a que normalmente ela é submetida, muitas vezes, sem a devida preparação prévia (tanto a preparação para o treino do dia, quanto ao fortalecimento prévio).

Durante a realização de determinados exercícios, como o popular supino reto com barra, a atenção deve ser redobrada. A posição dos ombros na realização do supino está de certa forma condicionada a barra, que é sempre reta, não dando liberdade para um ajuste do posicionamento. Aparentemente insignificante para muitos, este é sim, um fator que pode desfavorecer a articulação em questão e que pode ter agravantes negativos em longo prazo com sua repetição, principalmente quando realizado com grande sobrecarga. O que hoje é um desconforto, amanhã pode representar uma lesão.

Então, no caso de uma lesão já instalada, o que fazer?

Primeiramente, identificar o fator que a causou e cessá-lo por tempo indeterminado. Depois, procurar um profissional para realizar o diagnóstico e tratamento da lesão.

Dicas para cuidar bem do seu ombro:

  •  Realize alongamentos antes e depois das atividades;
  •  Evite os movimentos acima da cabeça por tempo prolongado (Over Head);
  •  Em caso de dores, utilize gelo no local (atenção para pessoas que tenham intolerância ao frio);
  •  Mantenha sempre o corpo ativo com atividades físicas benéficas para a saúde, o que deixa os músculos fortes e protegem a articulação;
  •  Evite automedicação;
  •  Não ache que sintomas dolorosos brandos não são importantes.

Cuide do seu corpo. Procure sempre um especialista.